A história das extensões de pestanas

As extensões de pestanas clássicas parecem um clássico atemporal que nunca sai de moda, mas quando as extensões começaram a ganhar popularidade? Quem inventou as extensões de pestanas clássicas e quais outras inovações abriram caminho para o tratamento que conhecemos e amamos hoje?

Bem…

3500 aC - Os antigos egípcios usavam óleos e muitas vezes malaquita para engrossar e alongar suas pestanas e sobrancelhas. Isso é menos uma declaração de beleza e tem mais a ver com manter o sol forte longe de seus olhos.

753 aC - Os filósofos romanos sugeriram que pestanas longas eram um sinal de moralidade e virgindade, e pestanas curtas um sinal de envelhecimento. Devido a isso, as pessoas procuram realçar suas pestanas para parecerem mais morais e jovens.

Meados dos anos 1800 - As mulheres da idade média começaram a arrancar as pestanas e os fios das sobrancelhas (ai!) para acentuar os olhos.


retrato mulher sem pestanas

Retrato de uma Dama, por Rogier van der Weyden (c.1399–1464)



1899 viu mulheres parisienses costurando (sim, COSTURANDO!) Cabelos em suas pálpebras para obter aquelas pestanas mais longas e esvoaçantes 

1911 - A inventora canadense Anna Taylor obtém uma patente para pestanas postiças - as atuais pestanas em tiras. Não muito tempo depois, o cabeleireiro e inventor alemão Karl Nesser começou a usar pestanas semelhantes em seu salão para proteger os olhos da forte iluminação do teto.

1916 - a indústria do cinema mudo decola, vendo atrizes usarem seus olhos para transmitir emoções que não conseguem expressar em palavras. Mesmo assim, essas pestanas eram mais parecidas com o que hoje conhecemos como pestanas postiças, com o cabelo da peruca sendo costurado em gaze e colado nas pálpebras. Houve um pouco de inchaço e sensibilidade, é claro, mas elas conquistaram os espectadores, e logo todos queriam pestanas mais longas e grossas! Pouco tempo depois, entram em vigor os Roaring 20s, com as saias mais curtas e as pestanas mais compridas e sedutoras!

 

Bebe Daniels extensões de pestanas no cinema mudo dos anos 1920

Bebe Daniels e suas pestanas, no cinema mudo dos anos 1920


O início dos anos 2000 viu um aumento no que conhecemos hoje como pestanas agrupadas - elas não eram exatamente as extensões de pestanas clássicas que conhecemos agora, mas as pestanas - feitos de fibras sintéticas ou às vezes de pele de animal - foram aplicadas às pestanas em vez de pálpebras. A tendência veio para o oeste da Coréia do Sul, que já vinha desenvolvendo métodos de aprimoramento de pestanas há alguns anos.

A década de 2010 foi uma época em que a indústria de extensões de pestanas realmente começou a crescer. As próprias extensões ficaram mais finas para não causar danos devido ao seu peso, mas as técnicas melhoraram tanto que as pestanas parecem mais cheias do que nunca. Além de ficar muito mais bonito, o tratamento em si era super seguro e muito confortável para as usuárias.

Extensões de Pestanas London Lash

Agora que sabemos como podemos manter as extensões de pestanas seguras, estamos em uma posição em que podemos ser criativas! Novos estilos, mapas de pestanas e até mesmo pestanas coloridas estão conquistando a indústria, com técnicas de pestanas e clientes ansiosas para experimentar looks novos e ousados!

Segue-nos no Instagram da London Lash Portugal para ficares a par das últimas promoções, lançamentos e muito mais!